Uma viagem pelos meus discos
Um amigo me pediu músicas legais e algumas coisas mais esquisitas para o seu iPod Shuffle. Atendi o pedido talvez com um pouco de coisa estranha a mais. Aqui, um shuffle do Shuffle:

1. Coalition - Tricky
2. Sal e Cinzas - 1-Uik Project
3. Can't Roll Back - Strategy
4. Poem For Tables, Chairs, Etc. Part 2 - La Monte Young
5. All Beauty Is Our Enemy - Merzbow & Genesis P-Orridge
Direct download: Shuffle_22.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 10:06 PM

Sempre gosto de saber dos sons que vêm dos hermanos. Mês passado, o amigo Dani Benevides aportou em casa com alguns discos de roque pope. Não seu outra: juntei os quatro para fazer um shuffle. Veja como o acaso trabalha melhor do que o Maradona:

Vals - Shaman Y Los Hombres En Llamas
Cambiar - Victoria Mil
Ir al Baile - Onda Vaga
Cartagena - Onda Vaga
Tundra - Futbol
 
Direct download: Shufle_21_-_Argentinos_do_Dani.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 10:32 PM

Pouco antes de eu ficar doente, o Juliano Polimeno, da Phonobase, me mandou um link sensacional para baixar, de graça, uma versão de Hyperballad, da Björk, feita pelo Dirty Projectors. Essa versão faz parte de um projeto muito bacana do site Stereogum, de recriar o fantástico Post só com covers de artistas independentes, do Liars ao Xiu Xiu. Clique para baixar em zip todo o Tribute to Björk's Post. O que importa é que esta versão de Hyperballad serviu de pretexto para um shuffle só com músicas do Dirty Projectors, uma banda de Nova York que estreita o caminho entre a canção, muitas vezes inspirada pelo folk, e a música de vanguarda, num movimento parecido com o do começo do Grizzly Bear, isso antes de esses conterrâneos do Brooklyn optarem por um caminho mais pop. O legal é que este shuffle acabou selecionando aleatoriamente músicas de vários discos diferentes e dá uma boa pista da solidez do Dirty Projectors. Olha só:

1. Hyperballad
2. No Intention
3. Not Having Found
4. Thisty and Miserable
5. We Are Swaddled


Direct download: Shuffle_20_-_Dirty_Projectors.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 12:35 AM

Foi um logo e tenebroso inverno. Fiquei mais de um mês deitado, sem poder usar o computador, tentando escapar de uma cirurgia na coluna. Foi o tempo mais longo que convivi com a dor na vida. Uma dor que não ia embora a despeito da força dos analgésicos. Nada mais natural que a volta do Discofonia venha com referências à dor. Selecionei músicas que falam da dor fisca, metafísica e metaforcamente. daí misturei tudo num shuffle. Ai:

1. Painkillers - Cannibal Ox
2. Pain - Dangermouse and Sparklehorse feat. Iggy Pop
3. Cymbals And Aspirin (A Breakthrough In Pain Relief) - Matmos
4. It's a Bit of Pain - Faust
5. Too Much Pain - The Bug Featuring Ricky Ranking
Direct download: Shuffle_19_-_Pain.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 2:25 PM

Bom, como hoje é dia de roque, e a maratona do fashback ininterrupto está quase no fim, selecionei vários discos gravados nos dois últimos anos numa lista e deixei a sorte escolher dez. Chega de saudade.

1. Shea Stadium - Marnie Stern
2. This Walls - The Hospitals
3. Lucky Lucky Luck - Evangelista
4. Gardenia - Stephen Malkmus
5. Halfway Home - TV on the Radio
6. Rollercoaster - Psychic TV
7. Salute Your Solution - The Raconteurs
8. Threshold of Transformaion - Isis
9. Taurig - The Fall
10. Malibu Gas Station - Sonic Youth
Direct download: shuffle_18_-_Dia_do_rock.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 1:25 AM

Esse podcast vai pra Eva Uviedo, que me viciou em Flight of the Conchords e ainda lembra de me mandar mensagem quando vai começar a passar na TV. Gripado, cheio de dores, a primeira temporada dessa série brilhante em que dois neozelandezes tentam emplacar sua banda nos Estados Unidos foi o que me mais me fez rir neste fim de semana passado. Por isso, joguei as músicas do seriado no shuffle. Ninguém parodia os clichês e os estilos musicais melhor do que o Flight of the Conchords, e esta seleção aleatória da uma amostra precisa do humor e do talento dos caras. Para começar a segunda sem pensar em Honduras, na seleção Brasileira, no IPI ou no ciático (coisa de velho).

1. Bowie Song
2. The Most Beautiful Girl (In the Room)
3. Ladies of the World
4. Inner City Pressure
5. Hiphopopotamus vs. Rymenoceros
Direct download: Shuffle_17_-_Flight_of_the_Conchords.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 3:19 PM

O primeiro shuffle a gente nunca esquece. Depois de ter meu ipod furtado, comprei um novo na sexta. Foi um bom pretexto para organizar meus álbuns digitais no fim de semana, mas consegui ir só até os discos que começam com a letra f. Hoje de manhã, durante a caminhada rotineira com meu cachorro, rolou o shuffle inaugural. E começou pesado, com os japoneses psicodélicos do Acid Mothers Temple:

1. Atomic Rotary Grinding God Quicksilver Machine Head - Acid Mothers Temple
2. Long Stroke - ADC Band
3.State: June '05 - Adriana Sá
4.Awesome Dub - The African Brothers and King Tubby
5.Ahlev de Bossa - Ahlev de Bossa
Direct download: shuffle__16_-_novo_ipod.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 3:15 PM

Sexta assisti à estreia do show Zii e Zie, do Caetano Veloso aqui em São Paulo. Foi absolutamente maravilhoso, divino maravilhoso. A banda está estupenda e acho fenomenal que Caetano consiga ser mais roqueiro do que moleques com três vezes menos a idade dele. Digo isso porque foi um show de rock, isso pra quem entende que rock não é essa coisa estática, reacionária que os cultores do passado tentam preservar inventando todo tipo de cinto de castidade para os ouvidos. Bom, ainda com o show na cabeça, juntei as músicas que ele tocou numa lista e dei shuffle. Saiu assim:

1. A Voz do Morto - Os Mutantes
2. Irene - Caetano Veloso
3. Lobão Tem Razão - Caetano Veloso
4. Incompatibilidade de Gênios - Caetano Veloso
5. Volver - Carlos Gardel

Bom, também escrevi pra Folha sobre o show, quem tiver curiosidade de ler, está aqui o texto:

Pode até ter sido coincidência, mas fez todo o sentido estrear o show "Zii e Zie" no Credicard Hall em São Paulo numa noite gelada de namorados, no meio de um feriado em que a cidade fervia com o fim da gestação da Parada do Orgulho GLBT.
Mais até do que no disco "tios e tias", Caetano Veloso brinca o tempo todo com signos do masculino e do feminino durante o espetáculo. Em um jogo que funciona como um discurso político efetivo justamente porque se desprende de qualquer tentativa discursiva, de fazer uma política outra que não a do prazer. Esse embaralhamento de gêneros cresce no show em músicas do "Zii e Zie", como "Tarado ni Você" e "Menina da Ria", só para citar duas com pólos trocados, até chegar ao ápice numa versão rascante de "Eu Sou Neguinha", a última antes do bis, que teve "Três Travestis", desta vez sem citar o Fenômeno do Corinthians.
Essa política privada do prazer passa também por tocar rock com a BandaCê e revisitar o projeto de modernidade do fim dos anos 60. A conexão é estabelecida já na primeira música do show, "A Voz do Morto", e segue por "Não Identificado", "Irene" e "Maria Bethânia", esta última dedicada ao dramaturgo Augusto Boal, que morreu no último mês de maio: "Foi em São Paulo que ele [Boal] fez o melhor de seu trabalho e Bethânia e eu aprendemos com ele".

Dinâmica nervosa
Nessas músicas, a banda formada por Pedro Sá (guitarra), Ricardo Dias Gomes (baixo e Rhodes) e Marcelo Callado (bateria) se solta. É um contraste bem interessante com as composições de agora, bem mais cubistas, fraturadas, com uma dinâmica mais nervosa.
No show fica claro o quanto há de textura e uso inteligente do espaço nas composições do disco, quase todas no set list da estreia. É notável como elas alternam momentos de extrema contenção, em que há uma precisão milimétrica na distribuição dos acordes -similar a de um Battles, por exemplo-, com momentos de pura anarquia sonora: solos, feedback e Caetano deixando a frente para sumir no meio da banda.
Há uma evolução grande em termos de composição e sonoridade em relação ao "Cê". Embora "Odeio" esteja no repertório, o show mostra um Caetano que está acima do ódio virulento, muitas vezes rancoroso do disco anterior. Em "Zii e Zie", o clima é de uma leve indecência, transgressora em sua aparente ingenuidade. No lugar da crise, está a liberdade e um bocado de solidão.
Para quem acha que a nova fase é roqueira demais, houve um tempero sábio na sexta: "Trem das Cores", "Aquele Frevo Axé", "Incompatibilidade de Gênios", as lindas versões para o tango "Volver", de Carlos Gardel, e para a guitarrada quase tecnobrega "Água", de Kassin. Sem falar no final emocionante com "Força Estranha", em homenagem a Roberto
Carlos.

Direct download: 01_Shuffle_15_-_Cae.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 2:10 AM

Depois de umas tentativas frustradas na redação de gravar - e ligeiramente manipular - um episódio direrto da Last.Fm, a partir de uma estação dos 3 Hombres (com o acaso não se brinca), resolvi testar um ambiente mais seguro misturando em casa De Volta ao Velho Oeste com Fellini Só Vive 2 Vezes para dar liga. Atenção para as antológicas fotos do 3 Hombres no site da Baratos Afins.

1. Geladeira Amarela - 3 Hombres
2. O Padre Hippie - Fellini
3. Burros & Oceanos - Fellini
4. Canção - 3 Hombres
5. Mãe dos Gatos - Fellini
Direct download: shuffle_14_-_Hombres.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 4:10 AM

Nos últimos anos, tenho ouvido cada vez mais os sons da Nigéria. Como a maior parte das pessoas que conheço, meu primeiro contato foi com o afrobeat, mais precisamente com Fela Kuti. Hoje tem toda uma série de bandas que usam os ensinametos do afrobeat nos Estados Unidos e na Europa. De certa maneira, até a cozinha da Nação Zumbi bebe bem nos sons nigerianos. Acho bem interessantes esses sons mas quando aprofundei um pouco meu interesse, vi que existe bem mais afrobeat no país, os que eu mais gosto são os sons que misturam as raízes africana com o blues, numa espécie de reviravolta do tempo de dar orgulho a JJ Abrams.  Neste fim de semana ensolarado a Nigéria invadiu meus ouvidos, com sons antigos e mais novos. E o extrato desse domingo africano resultou nesta seleção de músicas selecionadas aleatoriamente. O legal é que só tem um Fela Kuti e dá para sacar um pouco da diversidade desse som que se consolida na Nigéria dos anos 70.

1. Viva Nigeria - Fela Randsome Kuti
2. Aids - Segun Damisa & The Afro Beat Crusaders
3. Omo Yen Wu Mi - Shadow Abraham with Mono Mono Friends
4. Enjoy Yourself - Sahara All Stars Band Jos (foto)
5. Eddie Quansa - Peacocks Guiter Band



 
Direct download: Shuffle_13_Nigeria.mp3
Category:Shuffle -- posted at: 2:45 PM